sábado , junho 23 2018
Página Inicial / Noticias / Exclusivo: O que dizem os servidores que são contra o projeto de João Thereza?

Exclusivo: O que dizem os servidores que são contra o projeto de João Thereza?

DA REDAÇÃO

Como foi dito na reportagem em que mostra a opinião dos servidores favoráveis ao vereador João Batista Thereza (MDB), o assunto do momento entre os legisladores e funcionários públicos da Estância Turística de Pereira Barreto é a propositura apresentada pelo edil do mesmo partido que o presidente Michel Temer, que altera o Projeto de Lei 35/2008 do ex-legislador José Carlos dos Santos (PSB), o popular Carlão Empreiteiro.

Todo mundo merece o Glamour.

Esse projeto institui ponto facultativo na data natalícia do servidor público municipal, ou seja, caso Maria Lúcia (nome fictício) faça aniversário nesta quarta-feira, 13, ela tem direito a abonar, desde que ela tenha comunicado ao seu chefe a sua intenção de faltar, cabendo a este indicar no relatório de frequência a ser encaminhado ao Departamento Pessoal a ocorrência “aniversário” no espaço correspondente a assinatura do funcionário.

Seu automóvel em boas mãos. Nos visite

O benefício ocorre há dez anos, entretanto, o fato chamou atenção de João Thereza, pois se Maria fizesse aniversário no dia 16 de junho, que cai no próximo sábado, ela não teria esse benefício.

Por conta disso, o legislador resolveu apresentar alterações no projeto do ex-vereador Carlão Empreiteiro. A mudança é bem simples: Se Maria Lúcia fizer aniversário num final de semana ou sábado, ela poderá abonar na data subsequente de trabalho.

Até esse trecho é quase unanimidade entre os funcionários, entretanto, há dois parágrafos no novo documento levado para Câmara Municipal que tem criado toda essa discussão em torno deste assunto. Caso o servidor tenha alguma falta injustificada, ele perderá o benefício de aniversário.

Os melhores salgados de Pereira Barreto estão na Tutti Frutti

Aí que nasce o problema. Os trabalhadores municipais enxergam que essa parte favorece os chefes. “Se o responsável pelo meu setor não for com a minha cara, ele pode não justificar a minha falta. E hoje a gente sabe como funciona órgão público, né? Boa parte dos funcionários tem faltas sem atestado médico. Sem prova documental, fica a critério do chefe a justificativa da sua falta”, explicou um funcionário público.

Curta Pereira Barreto e a melhor Pousada da região

Outro servidor ressaltou que o projeto do ex-vereador Carlão Empreiteiro tem como função permitir que o funcionário fique em sua residência no dia do seu aniversário para aproveitar a data com amigos e familiares. “O presente projeto tem a finalidade de agraciar o funcionário público municipal, concedendo-lhe abonada no dia em que fizer aniversário, para que o mesmo congratule-se com amigos e entes queridos”, diz a justificativa da Lei.

“Servidor, em sua grande maioria, não trabalha final de semana ou feriado, ou seja, caso o aniversário dele caia nesta data, ele poderá ficar com os seus amigos e familiares. Por que o mesmo tem que ficar em casa no dia de trabalho seguinte? Ele é beneficiado duas vezes, né?”, falou outro funcionário.

A polêmica foi instaurada e deve durar ao longo desta semana. A dúvida que vai pairar é se as mudanças vão ser aprovadas na próxima segunda-feira, 18.

Clique e veja os produtos
Print Friendly, PDF & Email

Veja também

Santa Fé do Sul conquista um Castramóvel

DA REDAÇÃO A Prefeitura Municipal da Estância Turística de Santa Fé do Sul, administrada pelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display

Clique e confira