A Polícia Civil do Município de Castilho continua investigando uma série de crimes praticados contra prédios públicos, principalmente entre os meses de Agosto e setembro, que tomaram conta da cidade e que ainda não foram elucidados.

Segundo apurou a reportagem do Fatos Regionais, a Polícia tem ouvido testemunhas e investigado suspeitos para chegar até a pessoa ou o grupo de pessoas que possa ter praticado o crime. Fontes garantem que a Polícia Civil acredita que tenha sido atos orquestrados por uma ou mais pessoas que trabalham como grupo.

Os casos, que aconteceram nos últimos meses, diminuiu drasticamente após o efetivo das Polícias Civil e Militar intensificar blitz noturnas nos principais prédios públicos do município. “Com a presença da polícia mais próxima, os marginais ficam inibidos de agirem para o crime”, informou um policial que pediu para não ser identificado.

Mesmo diante do tempo, ainda não há suspeitos concretos para os casos e existe o temor de que os crime voltem a acontecer. No último domingo um homem de 31 anos foi preso após furtar uma caixa de som para computador da marcenaria da Prefeitura Municipal.

A Polícia Militar que efetuou a prisão não informou se o caso tem relação com a onda de furtos dos últimos meses. A Polícia Civil não comentou o caso.

Print Friendly, PDF & Email