Os eleitores de Dracena parecem terem aderido ao antipetismo que tomou conta de boa parte do Estado de São Paulo desde as eleições de 2016. Os números apresentados pelo TSE – Tribunal Superior Eleitoral – para a apuração das Eleições 2018, ocorridas neste domingo, 07, indicaram isso.

Fernando Haddad, candidato a presidência pelo PT, ficou apenas na terceira posição na corrida presidencial em Dracena. Ele foi superado pelo ex-governador do Estado, Geraldo Alckmin que ficou na segunda posição e pelo líder, Jair Bolsonaro (PSC). O candidato ultra-conservador de direita obteve mais de 67% dos votos válidos, numa votação recorde para o município.

O antipetismo também apareceu na votação para Governador. O candidato da sigla de Luis Inácio Lula da Silva, Luiz Marinho, ficou com apenas 6% da preferência do eleitorado do município de Dracena, bem atrás dos três primeiros colocados na disputa.

Para Governador, aliás, a liderança no município ficou com o tucano João Dória. Ele teve números bem a frente do segundo colocado. O ex-prefeito da capital São Paulo fechou a apuração com 39%, enquanto o atual governador do Estado, Márcio França, ficou 11 pontos percentuais abaixo.

A disputa pelo segundo turno em Dracena promete ser emocionante para Governador. O mesmo não pode se dizer para presidente e a expectativa é de que Jair Bolsonaro ultrapasse a barreira dos 70% dos votos no município. O dia 28 de outubro irá responder a estes questionamentos.

Confira os números

Bolsonaro 67,03
Haddad 10,31
Ciro 5,79
Geraldo 11,48
Amoedo 2,76
Daciolo 0,5
Meireles 0,68
Marina 0,48
Alvaro 0,73
Boulos 0,2
Vera 0,01
João Goular 0
Eymael 0,02

Governador

Doria 39,22
França 28,25
Skaf 18,03
Marinho 6,48
Tavares 2,54
Major 3,34
Chequer 1,29
Lisete 0,73
Claudio 0,08
Toninho 0,04
Print Friendly, PDF & Email