DA REDAÇÃO

Quantas vezes você escutou ou leu a seguinte frase: PSDB e PT fazem o Fla x Flu da política nacional? Não que política tenha como função criar torcidas organizadas, contudo, as diferenças ideológicas e a briga pelo poder são responsáveis pelo nascimento de rivalidades. Isso não é diferente da política regional.

No Dia do Amigo, a equipe do Portal Fatos Regionais traz uma lista com as maiores rivalidades políticas da região. Confira abaixo quem foram os protagonistas dessas histórias

Washington X Dagoberto

Os dois protagonizaram a primeira disputa pelo poder da Estância Turística de Pereira Barreto em 2000. Washington, que buscava a reeleição, saiu-se vencedor. Dagoberto e seu grupo fizeram de tudo para que o mandatário da época fosse caçado. Em 2003, o médico conseguiu assumir a principal cadeira do Poder Executivo Municipal e venceu as eleições em 2004. Quem viveu na política neste período, sabe das confusões que aconteceram, tendo direito a troca de fechaduras da Prefeitura.

Laerte X Arnaldo

Os dois nunca foram concorrentes em eleições, mas Laerte (PR) fez questão de não dar sossego ao ex-prefeito Arnaldo Enomoto (PSDB). O antigo vereador comandou a presidência da Câmara em 2015 e não poupou esforços para dificultar a vida de Enomoto. Eles utilizaram os veículos de comunicação para se atacarem e nunca chegaram num acordo.

Edson Gomes X Cícero

Edson Gomes (PP) é o principal nome político da Estância Turística de Ilha Solteira e um dos maiores da região. Comandou Pereira Barreto de 1989 a 1992 e depois foi eleito prefeito ilhense por três oportunidades, conseguindo também eleger sua esposa, Odília Gomes, Bento Sgarboza (DEM) e seu filho Otávio Gomes (DEM).

Só que Edson teve Cícero como sua maior pedra. Os dois disputaram eleições e o ex-vereador sempre fez questão de se mostrar como o maior opositor do médico. A rivalidade pode ter se encerrado em 2016, com a vitória de Gomes.

Nelson X Júlio

Quem acompanhou as eleições de 2016 em Sud Mennucci, sabe como o ex-prefeito Nelson (PSDB) e o atual gestor Julião (MDB) se enfrentaram. Os dois sempre tiveram o maior respeito um pelo o outro, todavia, seus grupos e eleitores não tiveram o menor pudor em se atacarem, ocorrendo até agressões físicas na reta final de ambas as campanhas. Júlio César Gomes se saiu como vencedor e Sud Mennucci voltou a ter paz.

Gilson X José Célio

Gilson é o atual prefeito e José Célio é o antigo mandatário de Murutinga do Sul. Pimentel fez questão de realizar criticas pesadas a Zé Célio que, na contrapartida, também não poupou Gilson. Ambos se enfrentaram nas urnas e Pimentel consagrou-se vencedor. Porém, quem participou das eleições de 2016, sabe o quanto os dois não se “bicavam”.

Antônio Vidotti X Octaviano

Assim como em Sud Mennucci, na cidade de Suzanápolis os eleitores de Vidotti e Octaviano defendem seus grupos com unhas e dentes. Os dois políticos foram protagonistas de várias eleições e alternaram no poder até 2012, quando Osmar Mendanha chegou ao principal cargo do Poder Executivo. Entretanto, quatro anos depois, Vidotti venceu as eleições. Alguns moradores que votaram em Antônio resolveram fazer um caixão de Octaviano e queimaram nas proximidades da casa do antigo mandatário, provando que a corrida eleitoral pegou fogo.

Celso X Lofego

Talvez a rivalidade mais tranquila, todavia, que rendeu muito assunto na cidade. Os grupos de Celso Junqueira e Lofego estão mais próximos, mas a história não apagará a disputa pelo poder que os dois protagonizaram durante anos em Sud Mennucci.

Print Friendly, PDF & Email