POR Juliete Costa

Novamente, o vereador Mário Gay (PPS) vira alvo de denúncias em Andradina. O político tornou nesta semana réu em uma ação civil de autoria de seu ex-assessor de 21 anos, que o acusa de assediá-lo sexualmente e ameaçar demissão caso não aceitasse as condições.

De acordo com as informações apuradas pela reportagem, o parlamentar ainda pode recorrer da sentença que recebeu na inicial do processo com a denúncia realizada por meio do Ministério Público.

Segundo relatos dos bastidores da política andradinense, o vereador teria ameaçado o rapaz de exoneração caso negasse manter relações sexuais com ele. A promotoria da Justiça relatou que os assédios ocorriam tanto pessoalmente, quanto via mensagens de whatsapp e outras redes sociais

Diante da situação, o jovem registrou o boletim de ocorrência contra Mário e foi demitido logo em seguida. Vale ressaltar que ele ficou no cargo entre os meses de março e julho de 2017 e desde então o político se envolvendo em polêmicas desse tipo.

Além disso, ação movida pela MP foi proposta após a instalação da CEI – Comissão Especial de Inquérito que investiga a quebra de decoro por parte do vereador. A solicitação para apuração das acusações, por sua vez, foi feita pelo próprio partido para qual o vereador pertence.

Print Friendly, PDF & Email