POR Juliete Costa

Foi confirmada nesta semana mais duas mortes provocadas pela influenza H1N1 na cidade de Andradina. Contabilizando três vítimas pela doença, na localidade apenas 60% do grupo de gestantes e crianças foram vacinas contra o vírus.

De acordo com as informações apuradas pela reportagem, as duas pessoas era uma idosa de 74 anos e uma mulher de 58, que não tiveram suas identidades reveladas, contudo, foi constatado problemas crônicos de saúde, durante realização de exames.

Além disso, elas não haviam recebido a dose contra a gripe durante a Campanha que terminou nesta semana. 83% da população do município chegou a receber a vacina, porém, do grupo especial nem todos foram beneficiados com a proteção.

Vale ressaltar que a primeira morte em Andradina pela doença foi confirmada em maio. A vítima, foi um rapaz de 39 anos que morava em um dos bairros populares da região. Falecido no final de abril, em seu diagnostico foi constatado a presença de diabetes.

Os sintomas tanto da H1N1 quanto da H3N2 são parecidos com a de gripe comum, no entanto, as pessoas que são atingidas pela influenza sofrem com febre muito alta, tosses constantes e dores em várias partes do corpo, principalmente na garganta e cabeça, além da falta de ar e muito cansaço.

Print Friendly, PDF & Email