POR Juliete Costa

O sepultamento da jovem de apenas as 17 anos, na Estância Turística de Ilha Solteira, morta pelo ex namorado no último domingo, 8, após ser atingida por diversas facadas, foi marcado por muita emoção e homenagens.

Familiares, amigos próximos e conhecidos, estiveram presentes no enterro que aconteceu em General Salgado, na tarde desta terça-feira, 10, para dá o último adeus a Maria Júlia Martins, estudante de Zootecnia da UNESP.

O caso que teve uma enorme repercussão não somente na cidade onde ocorreu o crime de feminicídio, mas também em outras proximidades, o que deixou a população da região chocada e revoltada com tamanha crueldade. Na situação, o rapaz de 28 anos, encontrou a vítima em frente à república onde morava com as colegas, na viela de 400 do Passeio Batalha, zona norte da cidade e lá mesmo golpeou a moça com diversas facadas pelo corpo.

De acordo com as informações da Polícia que investiga o homicídio, Jean Gomes, teria matado a moça por não aceitar o fim do relacionamento de 3 anos. O acusado, que estava foragido desde o acontecido, se apresentou na manhã desta quarta-feira, 11, na Delegacia de Polícia de Ilha Solteira.

Ele será ouvido e ficará preso à disposição da justiça até o final do inquérito. Segundo a PM, apesar do inesperado fato, não havia nenhum registro de agressões ou ameaças durante o namoro, porém, de acordo os pais dos envolvidos, a relação era bastante conturbada.

Print Friendly, PDF & Email