POR Orador da Paz (Francis de Mello)

 

É normal a gente ler e ver notícias sobre o fato de mães super protetoras, exitem até aquelas que dão a vida pelos seus pequeninos filhos indefesos.

Contudo, nos últimos tempos temos visto e lido notícias de mães desleixadas, aquelas que não cuidam direito dos filhos, e, até mesmo daquela que os abandonam a mercê da sorte.

Na cidade de Altai na Rússia aconteceu um caso que deu muito o que falar. Uma mãe saiu de sua casa deixando seu filho, uma criança de dois anos sozinho em casa, sem nenhuma preocupação, pela qual só sobreviveu por causa do cachorro de estimação da família (o que o apelidei de anjo de quatro patas), que o manteve aquecido por dois dias até que os vizinhos encontrassem a criança já sofrendo com hipotermia por conta das temperaturas congelantes do inverno.

De acordo o jornal russo Siberian Times, durante todo o tempo que o menino, de identidade não revelada, foi abandonado, os termômetros chegaram a marcar -21 °C. (negativos). Ele estava vestindo apenas roupas leves para a ocasião e com um quadro gravíssimo de hipotermia.

Felizmente o anjinho de quatro patas (cãozinho de estimação da família) percebeu a gravidade em que estava exposta a criança e o aqueceu com sua própria temperatura, evitando o pior. O menino foi levado à um hospital russo, onde ficou internado por mais de um mês, e, já não corre mais o risco de morte.

Os oficiais chamados para cuidar do caso, afirmam que o menino só continuou vivo por causa dos instintos do animal da família, que ficou deitado ao lado dele o tempo todo.

A mãe desleixada da criança só voltou à residência quatro dias depois como se nada tivesse a se preocupara. As imagens mostram a casa da família coberta por neve, denunciando a gravidade do abandono. No que agora agora, a mulher perdeu todos os direitos da custódia do menino e pode ser presa por abandono e crueldade, o que seria pouco diante da irresponsabilidade que teve.

O que você acha, ela deve ficar presa e pagar pelo seu ato de crueldade e abandono?

Curta nossa página no Facebook

Print Friendly, PDF & Email